domingo, 25 de setembro de 2016

Procura...

Há o que te toque
Que te faz rir à toa
Chega, te dá um choque
E teu pensamento voa.
Não fica na espera, esta tortura.
Vai lá, te movimenta, procura...

sábado, 24 de setembro de 2016

Um socorro

Sem rota
Perambula
Pela rua escura.
De roupa rota
Gesticula
Com ar de amargura.

Olhar vidrado
Fixo, transtornado.
Ninguém atura.
Não quer comida.
Quer guarida
E um gesto de ternura...

Meu medo

Meus pensamentos
Acomodam-se lentamente.
Comigo foi sempre assim.
São pequenos tormentos.
Mas sei que, certamente,
Se tenho medo é de mim.

sábado, 17 de setembro de 2016

Perdoa?

Perdoa
Meu riso sem graça
O olhar de pirraça
Que te faz rir à toa.
Perdoa
Meu silêncio discreto
O meu sonho secreto
O aquietar que destoa.
Perdoa
Se te confundo, te iludo
Se vou falar e fico mudo
E a palavra me voa.
Meu pedido ecoa.
Não sei sobre o fim.
Mal sei sobre mim...
Perdoa?

domingo, 28 de agosto de 2016

Em ti

Desde que te vi
Entre tantos bilhões
Penso só em ti.