domingo, 9 de junho de 2013

Quem dera...


Quem dera um dia
Chegasse o momento
Em que a alegria
Fosse o maior sentimento.

A maior preocupação
Fosse viver a vida
Com toda a emoção
Permitida.

O sonho singelo
Vencesse as barreiras
Da dor, do flagelo
De vidas inteiras.

Que o mundo vivido
Fosse o mundo sonhado
Não o amadurecido,
Triste e amargurado.

Quem dera um dia
Reinassem as coisas simples, a toas
E que a poesia
Modificasse a vida das pessoas.