domingo, 19 de janeiro de 2014

Que linda...

Com uma mão carrega as sandálias
Com a outra ajeita a saia
E saltita na ponta dos pés...

Ao avistar aquela cena
Parece que tudo vale a pena
E que no mundo não há revés...

Não penso em mais nada.
Pena que é fim de madrugada...

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Às vezes me desfaço
Às vezes me desfaç
Às vezes me desfa
Às vezes me desf
Às vezes me des
Às vezes me de
Às vezes me d
Às vezes me
Às vezes m
Às vezes
Às veze
Às vez
Às ve
Às v
Às
À
S
Se
Sem
Semp
Sempr
Sempre
Sempre m
Sempre me
Sempre me r
Sempre me re
Sempre me ref
Sempre me refa
Sempre me refaç
Sempre me refaço

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Sou...

Sou o que de mim vem vindo.
Incompleto, inconcluso, em confusão.
Em calmaria, em monotonia
Tanto quanto em fagulha e explosão.

Desperto, mas sem rumo certo.

Construo-me por onde esteja indo.
Respiro o frio, o morno, o calor.
E tanta vez, outra vez, me disperso

Que faço e desfaço meu universo
E sigo-me aonde eu for...