quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Bem viver

Viver o agora
Com a experiência do passado
E a esperança no futuro.

Viver cada hora
Com carinho a quem está ao lado
Dando cada passo mais seguro.

Viver sem receio
Fazendo o que é certo
E tentando aprender

Que se aqui se veio
Pode-se estar certo
Que um motivo há de ter.

Aprender, crescer, melhorar
Lutar, sofrer, sorrir
Partir, refletir, voltar
Amar, amar e amar...

terça-feira, 28 de agosto de 2007

O melhor de mim

Pensamentos vis...
Os evito o quanto posso
Tentando me tornar melhor.

Eterno aprendiz
Luto, busco, me esforço
Para sair do meu pior.

Esqueço o que odeio
Embora esteja em meio
A algozes, na luta inglória

Mas quase sempre persevero
Pois muito preciso e mais quero
Alcançar esta vitória.

Afinal não estou a esmo
Sou parceiro de mim mesmo
Com um objetivo, um fim

De saber, quando da despedida,
Que em toda a minha vida
Dei o melhor de mim.

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

As inspirações

O silêncio propaga
Divulga, irradia
O verso que afaga
E a voz da poesia.

Nele fico imerso
Por instantes apenas
E sinto um universo
De palavras, poemas

Que estão soltos pelo ar...

Aí, tento ler essas sem-linhas
No que poderiam querer dizer.
Queria crer fossem frases minhas
Mas o que posso fazer

Se mal chegam, voltam ao seu lugar?

domingo, 5 de agosto de 2007

Na fila

Na fila de espera
Chora alguém
Que se desespera
Por sentir-se um ninguém.

Espera o pão
Que não tem
Espera a mão
Que não vem.

Espera um pouco de calor
Um abrigo, um cobertor.
Espera amparo contra o frio
E o apoio de quem finge que não viu.

Espera o aceno que saúda
Espera a nossa ajuda.

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Saber viver

Caminhos que se renovam
Em muitas andanças.
Braços abertos que aprovam
E trazem novas esperanças.

Mãos que se apertam com firmeza
Ao pôr-se fim a uma saudade.
Reforçam toda a beleza
E a força de uma amizade.

Sorrisos que vêm com brilho no olhar.
Mais que o riso, um acolher.
Causam a vontade de ficar
E deixar a vida acontecer.

Amar assim, aos pouquinhos
Sem temer-se a despedida.
Viver assim, sonhos e carinhos
E fazer destes sonhos uma vida.