sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Lua cheia

Naquela casa, é ali que a moça mora.
A casa é alegre e está sempre cheia.
Mas cada vez que é noite de Lua cheia
Coisas da vida: comovida a moça chora...

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

O morador

Fingindo ser outra sensação
Disfarçando a sua aparência
O amor se instalou no coração
E já tem comprovante de residência.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

O tempo

Nestas manhãs azuis, de encantar os girassóis, 
devagar divago por entre os ventos deste sul do Sul. 
Sinto no ar o aroma de tempos outros; outros dias, 
outros carnavais.
Talvez fosse eu outro também. Com menos tempestades
e mais brisas.
E ficasse, então, em manhãs iguais a esta,
não a divagar, mas apenas a vagar.
Por entre sonhos e ilusões. Sem pensar
em realidade, afinal, era época de viver
a fantasia.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Um aceno

Disperso, verso.
E o mundo na palma da mão.
Com paz na alma me despeço.
Saio de cena com um aceno à solidão.