quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Sem rumo...



Terras distantes
Andarilhos errantes
Destinos sem prumo.

Na busca da verdade
Sem sonhos, nem saudade.
Sem rumo...

Um comentário:

www.poesia.artesplasticas disse...

Parabéns pelo seu belíssimo trabalho... também estou seguindo vc... Um grande abraço