terça-feira, 22 de agosto de 2017

Um grande amor

Já entrei no jogo
E ignorei a dor
Botei a mão no fogo
Por um grande amor


Sorria sozinho pelas ruas
Vivia intensas emoções
Sofria em verdades cruas
Chorava ao ouvir certas canções


Em tudo via poesia
Em tudo havia encanto
Do nada, a nostalgia
Às vezes, novo pranto


Não é de admirar-se
Assim mesmo que ocorre
Assim é o apaixonar-se
Até parece que se morre...

Mas em breve, já de novo
Do frio voltamos ao calor
Queremos sim, queimar no fogo
Que é viver um grande amor.

Nenhum comentário: