quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Perdoe-me

Perdoe-me quando não estou. 
Sou água e escoo. 
Em silêncio, vou. 
Com o vento, voo.

Nenhum comentário: