sexta-feira, 10 de junho de 2011

Aquela moça...


Aquela moça não caminha, desfila
Na passarela dos sonhos, no meu olhar.
Meu pensamento voa, se inspira
E conto os minutos para vê-la passar.

Ela passa e me olha, discreta
Talvez numa jura secreta
Ou simplesmente por nada, talvez...

Mas meu coração só por isso dispara
E para ter seu olhar, coisa rara
Já a espero passar outra vez...

Nenhum comentário: