sábado, 25 de agosto de 2012

Apenas...


Já cansado, nada mais a ele servia para chamar a atenção.
Nem movimento, nem a alegria dos passos rápidos de quem descobre novidade.
Não queria olhar para trás. Nem saber se havia alguém ao lado.
Sem futuro, sem presente, sem passado.
Só uma vontade...

... andar... andar...
rumo ao nascer do Sol... rumo ao verde do mar...

Nenhum comentário: