terça-feira, 19 de agosto de 2014

Um dia...

a nuvem
densa
tensa
avança
avança
avança
alcança
em tempo
o vento
que atormenta
com a tormenta
e transforma
de toda forma
em tempestade
em verdade
que abala
arrasa
assola
como brasa
que teima
e queima
o que ficou
o que restou
o que partiu
a esmo
sem crer
sem saber
mesmo
o que havia
e o que sentiu
um dia.

Nenhum comentário: