sexta-feira, 6 de maio de 2011

Noite de Lua


Noite de Lua
E eu vejo a minha rua
E a minha cidade.
Sinto saudade de outrora
Com alguns erros embora.
Mas fiz coisas boas
E cri nas pessoas.
Eu chegava e partia
Chorava e sorria.
Olhava para o lado
E ficava angustiado.
Assim, nesse mundo
Percebia num segundo
Que no fim da estrada
Tinha um pouco do nada.

Hoje eu sei que ver
É melhor do que crer.
É a vida ressurgindo
E tudo seguindo.
Um olhar, um abraço
Passo ante passo.
Assim é a vida.
Uniu, numa só acolhida
A minha vida e a tua
Nesta noite de Lua.
Uma mão e uma flor
Uma noite de amor.